terça-feira, 30 de junho de 2015

ENTREVISTA COM ADRIANA BIZUTI


Olá lindos e lindas,

Vocês estão bem? Aproveitando os arraiás por aí? Comendo muito milho, pamonha, pé-de-moleque? Hummmmm, bom né?!

Hoje trago para vocês uma entrevista que prometi, sobre nossa querida escritora Adriana Bizuti. 



Então sem mais delongas, vamos lá:

1- Adriana, como foi o seu primeiro contato com os livros?

Meu primeiro contato foi na escola. Infelizmente, não tive aquela fase de educação infantil, entrei diretamente no primeiro ano e esse contato inicial foi com o livro didático. No meio daquele ano, me lembro que a escola ganhou uma quantidade de livros pra distribuir aos alunos, se chamava Leituras para Recreio e trazia várias histórias e trechos de livros. Foi amor à primeira vista (rs). Eu li esse livro inteiro e não me desgrudei dele durante muitos anos.Tempos depois, já com 9 anos, me tornei sócia da biblioteca do bairro e, de lá para cá, nunca mais parei de ler.

2- O que te levou a escrever Essencialmente Clara?

Foi uma soma de inspiração com observação. Como uma apaixonada por livros, a vontade de escrever sempre existiu, mas a vida diária, as adversidades vão-nos levando para outros destinos, afinal, todos temos que "ganhar a vida" e os sonhos vão ficando em segundo plano. Mas como professora, comecei a  observar que os jovens estão lendo muito mais do que já liam antes. E renasceu a vontade. Um dia, do nada, a ideia me caiu como um raio (rs). Na verdade, o nome Clara já existia em minha cabeça porque eu imaginava que, se eu tivesse uma filha, ela se chamaria Clara e daí foi um pulo para criar a personagem e dar vida a ela. Eu senti que o meu momento escritora estava acontecendo e que ia dar certo. Foi uma intuição muito forte e eu resolvi segui-la. Assim nasceu Essencialmente Clara!

3- Você se inspira em algum(a) escritor(a)?

Eu tento desenvolver meu estilo próprio, mas com certeza, tenho influências de escritores que admiro já há muito tempo: Machado de Assis e Clarice Lispector.

4- Qual ou quais são seus escritores favoritos?

(Rsrsrs) Eu tinha respondido na pergunta anterior, então apaguei para retomá-los aqui: Joaquim Maria Machado de Assis e Clarice Lispector, mas também sou apaixonada por Fernando Pessoa em todas as suas pessoas, pra mim, ele é divino. Gostaria também de dizer que entre os escritores de hoje tenho gostado muito do John Green, acho muito interessante a forma como ele desenvolve suas histórias.

5- Como sua família reagiu quando disse que iria escrever um livro? Quem te apoiou neste projeto?

Todos ficaram muito felizes, principalmente minha mãe. Quem mais me apoiou foi meu marido e meu filho, que aliás contribuiu com muitas ideias no livro. Ele é um fofo (rs).

6- Você é professora, não é verdade? Houve alguma mudança de seus alunos, após o lançamento do livro?

Posso garantir que sim. O fato de ter escrito e lançado o livro nos aproximou ainda mais porque se reforçaram os vínculos de respeito e admiração de ambas as partes. O adolescente é muito autêntico e seus sentimentos estão sempre estampados na cara, então é possível reconhecer quando eles estão sendo sinceros e espontâneos. Digo isso porque muitos me ajudaram da maneira mais espontânea possível, fazendo divulgação, postando fotos com o livro, curtindo as postagens, me ajudando a construir a fanpage, enfim, isso fez com que aumentasse também a minha admiração por eles, assim como a deles por mim. 

7- Deixe sua mensagem aos leitores. 

Desde que passei a trabalhar com a divulgação do meu livro, me sinto menos só, porque tenho descoberto cada vez mais gente que vive cercada de livros. Estou achando isso o máximo, então gostaria de dizer a essas pessoas que nós fizemos uma ótima escolha, os livros são excelentes companheiros.  E acrescento que não tenham preconceito com autores porque, às vezes, descobrimos histórias muito bem contadas onde menos esperamos. E, se possível, que ajudem a despertar esse encantamento entre aqueles que ainda não descobriram o prazer que é ter um livro nas mãos. Acreditem, só com a nossa paixão, com o nosso brilho nos olhos quando lemos uma história arrebatadora, já conseguimos convencer o outro de que ler é tudo bom! E, Pérola, muito obrigada pela oportunidade que você está me dando de me apresentar um pouco mais para as pessoas que não me conhecem. Admiro muito o trabalho que vocês blogueiras fazem, divulgando livros e autores. Um beijo a todos!

Drika o prazer foi todo meu, e me alegro de estar contribuindo um pouco com a divulgação de seu livro encantador. Obrigada pelo seu carinho e disponibilidade de aceitar o meu pedido de ser entrevistada.

Meus lindos, espero que tenha gostado da entrevista com este encanto de escritora Adriana Bizuti, para quem ainda não viu a resenha de Essencialmente Clara, é só clicar no título. 

A fanpage do livro Essencialmente Clara.

Até a próxima,
Beijos.
Perola.

7 comentários:

  1. Oi Perola, adorei a entrevista, a Adriana é muito simpática e podemos ver a sinceridade dela nas respostas! Gostei muito das perguntas e das respostas, é sempre bom conhecer mais dos autores e entrevista é uma das melhores maneiras, beijos para as duas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São estas pessoas que fazem nossos leitores mais felizes, ela é uma amor. Bjs.

      Excluir
  2. Obrigada, novamente, Pérola. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te desejo muito sucesso Drika. Um beijo.

      Excluir
    2. Beijo pra você também, Beatriz.

      Excluir
  3. Ah ela foi umas melhores professoras que já tive....sucesso!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que sorte não é Kemilyn, beijinhos. :)

      Excluir